quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

“Prefeito reeleito de Mojuí dos Campos, declarou que está empenhado em fazer uma boa administração neste seu segundo mandato”



Mojui dos Campos é o mais novo município Brasileiro do estado do Pará, até 31 de dezembro de 2012, era apenas um distrito de Santarém, ascendendo à categoria de município com a posse de seu primeiro prefeito em 1º de Janeiro de 2013, elegendo Jailson Alves, com cerca de 8.653 votos, o equivalente a à 68,3% dos votos validos, depois de uma longa espera, apesar de seus 32 mil habitantes na época.
 Mojui dos Campos, o mais novo município Paraense 
Mas que para isso acontecesse foi necessário a realização de dois plesbicito, o primeiro em 1996, e outro em 1999
Após 4 anos de um governo com grande expectativa de crescimento, a população voltou a reeleger Jailson Alves em 2016, ele obteve 8.302 votos, o que corresponde a 56,27%, dos votos válidos. 
Jailson Alves foi o único prefeito reeleito do Oeste do Pará.
 
O prefeito Jailson Alves falou das expectativas neste seu segundo mandato. Confira
Repórter: Prefeito, quais foram suas principais dificuldades em primeiro mandato?
Prefeito Jailson- Nossa primeira dificuldade foi regularização da constituição do município; tivemos que cadastrar no CNPJ, no Governo Federal e Estadual, mas Graças a Deus esta etapa foi superada; hoje Mojuí existe de fato e de direito; todos os órgãos constituídos, secretarias municipais, recursos estão sendo creditados proporcionalmente aos índices apresentados, nosso objetivo é zelar pelo que construímos e tentar melhorar o atendimento aos nosso munícipes nas áreas de saúde, educação, assistência social e agricultura familiar. Nestes últimos dias estivemos reunidos com secretários municipais e equipe, com foco no planejamento; vamos olhar o que deu certo para poder ampliar nosso raio de ação. Agora é novo governo, novas cobranças e as demandas existem, muitas lacunas não foram possíveis alcançar. Existe um discurso que fala que prefeito em seu segundo mandato não trabalha, mas estamos invertendo essa citação, nos cobrando e cobrando ações do poder legislativo, de nossa equipe e de nossos quase 800 funcionários públicos municipais, para poder melhor servir a população de Mojuí dos Campos.
Prefeito Jailson Alves
Repórter:- Prefeito, houve uma grande cobrança de alguns vereadores em Mojuí dos Campos em relação a ausência das ações do governador Simão Jatene, que é de seu partido, ao município de Mojuí dos Campos. De que forma o senhor pretende contornar essa situação?
Prefeito Jailson- Infelizmente essa situação é real. Nossa maior demanda é a conclusão do hospital municipal, que carece de recursos do Estado e que está com obras paradas quase dois anos; uma obra que é importante não só para Mojuí como para Santarém e Belterra e parte de nossa região metropolitana. Já fomos seguidas vezes ao secretário de Saúde do Estado, porém ele nos atende em seu gabinete, faz encaminhamentos que nunca foram cumpridos. Essa etapa tem que ser superada.
Repórter: O senhor pretende agir com energia em relação ao governo do estado?
Prefeito Jailson- Estamos resolvidos; vamos passar cinco dias em Belém, quatro vereadores vão nos acompanhar. Vamos querer para nós outro tratamento! Esses últimos três anos houve a ausência do governo estadual, tanto a nível de segurança e investimentos em nosso município; a crise existe mas não justifica a falta de recurso de um milhão e duzentos reais para conclusão das obras do nosso Hospital municipal. Uma obra importante, que vai desafogar o Pronto Socorro Municipal de Santarém, prioridade em nosso governo.
Repórter: - O senhor foi o único prefeito reeleito em toda a região oeste do Pará, apesar das críticas que recebeu, principalmente em relação a questão da saúde; este continua sendo o maior calo de sua administração?
Prefeito Jailson-Com certeza, mas na prática houve um avanço, levando em conta que pegamos um distrito que se desmembrou de Santarém; temos hoje em nosso quadro o custo somente com médicos no valor de mais de 40 mil reais; temos ortopedistas, pediatras, ginecologistas, temos três clínicos gerais; existem médicos atuando em Vista Alegre do Moju, Santarém-jabuti, outro que atende em assentamentos, ato contínuo vamos investir na saúde, educação e agricultura familiar, mesmo com  a saúde sendo prioridade em nosso governo. 

Repórter: Prefeito, como o senhor pretende trabalhar essa parceria com Câmara municipal?
O prefeito Jailson, com o vice-prefeito Juvenal e vereadores eleitos 

Prefeito Jailson-Dos nove vereadores, nosso grupo político teve a felicidade em eleger sete. É um poder independente, é normal criticar se tiver errado, questionar, visitar comunidades e trazer as demandas para transformar em ofícios, moção, se aprovados devem ser encaminhados ao executivo. Todos sabemos que desunião não é bom para o município. 
Não somos o detentor da sabedoria, precisamos de parcerias e os vereadores estão ai para fazer seu papel; legislar, visitar, reivindicar; como poder executivo temos que atender as demandas, buscar recursos, cobrar IPTU na área urbana, ISS, ITBI, de quem negocia com terras, IPVA com legalização de autos, para poder oferecer melhores serviços à população do município.
Repórter: Prefeito, em sua opinião Mojuí dos Campos ainda encontra-se atrelado a Santarém?
Prefeito Jailson- Nós temos pautas em comum, tipo resíduos sólidos, mas a agricultura familiar, que a gente consome no dia a dia, é Santarém que é atrelado a Mojuí dos Campos. Nós estamos trabalhando para a implantação da Feira do Produtor Rural pra os próximos seis meses. A gente observa que o atravessador ganha mais que produtor, isso temos que superar, começamos descentralizando a secretaria de Agricultura da secretaria de Meio Ambiente. Graças a Deus, estamos avançando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe do Blog do Xarope e deixe seus comentários, críticas e sugestões.